28 de junho é Dia Internacional do Orgulho LGBTI

Confira artigo do secretário-geral da Fenapsi, Cesar Fernandes, sobre a importância da data

“Fenapsi reivindica a luta pela diversidade sexual e de gênero e reafirma seu compromisso com a defesa dos direitos humanos e da classe trabalhadora”

Hoje é 28 de Junho, Dia Internacional do Orgulho LGBTI. Há quase 50 anos, as ruas em frente ao bar “Stonewall Inn” (Nova Iorque) foram ocupadas por pessoas LGBTI que reivindicavam seus direitos contra a violência policial. Protagonizada por mulheres trans negras e latinas em situação de rua, além de gays, lésbicas e bissexuais de várias idades e estratos sociais, a conhecida “Revolta de Stonewall” marcou a luta do movimento LGBTI mundial apontando que a saída para condições mais dignas de existência estavam diretamente ligadas com a luta na rua. Dali em diante, todos os anos LGBTIs se reúnem em junho pra mostrar orgulho e mobilizar por direitos.

Esta é uma das lições de Stonewall que inspiram nossas mobilizações até hoje. Neste 28 de junho, nós, LGBTIs, reocupamos as ruas para reivindicar melhores condições de trabalho, acesso à saúde, segurança pública, assistência, cultura, moradia e tantos outros direitos sociais. É nas ruas que reagimos contra as reformas autoritárias e precarizantes do governo golpista de Michel Temer. E como nas mobilizações de 28 de Junho de 1969, hoje também lutamos contra o conservadorismo, a violência institucional e a LGBTIfobia.

A Federação Nacional dos Psicólogos reivindica a luta pela diversidade sexual e de gênero e reafirma seu compromisso com a defesa das pautas progressistas e comprometidas com os direitos humanos e com a classe trabalhadora. Não apenas neste dia de luta, mas em todos os outros, seguimos na construção de uma Psicologia que se sirva à emancipação e à dignidade humana. Neste sentido, nos posicionamos em defesa da Resolução 01/99 do Conselho Federal de Psicologia e defendemos uma prática profissional livre de preconceitos e opressão! Não há cura pra quem não está doente. Temos orgulho de sermos quem somos!

Por Cesar Fernandes (CRP 08/16715), psicólogo, gay e secretário-geral da Federação Nacional dos Psicólogos.