A escuta do outro | Café com Gestalt

Falo da escuta daquilo que excede, quero dizer, daquilo que sempre escapa.
Não, daquilo que resiste, a mim, ao outro, a si.
Digo dos fios que tecem aquilo que sou, os fios que sou aquilo que tecem.
Ou melhor, daquilo que sempre está quando escuto.
A escuta não se finda, não se esgota. Fala, excede, escapa, resiste, tece, está.

O encontro clínico nos coloca diante da questão do outro. Estabelecer uma relação ética que haja abertura para o outro se manifestar se faz necessária no setting terapêutico. Entretanto, muitas vezes este fazer se tornar deveras dificultoso, pois, permitir que o outro apareça é entrar em contato com o que de outrem possa nos afetar.
O Café com Gestalt convida-os a prosear sobre esta escuta que tanto fala.

 

 

Coordenação: Fabrício Basso

Maiores informações:

IGT-MS:  67 3382-6290

Fabrício: 67 4141-5541

67 9248-9649

 

www.facebook.com/cafecomgestalt