Frente lança a Carta aos Vereadores de Campo Grande

foto_materia_155Após reunião ocorrida na segunda-feira, dia 25 de Março, na sede do SINTSSMS, as entidades que compõem a Frente em Defesa da Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, decidiu encaminhar carta aos/as vereadores/as de Campo Grande – MS, exigindo a constituição da Comissão Parlamentar de Inquérito da Saúde do município.

Esta decisão ocorreu após as investigações que desencadearam a Operação “Sangue Frio” que evidenciou esquema de corrupção ativa em recursos do SUS direcionados ao Hospital do Cancer da capital.

A Frente Estadual deliberou entregar aos vereadores e ao plenária da Câmara Municipal cópia da carta exigindo a instalação da CPI da Saúde e a realização de um protesto pacífico durante a sessão desta Terça-feira, dia 26 de Março.

Abaixo, segue a nota na íntegra.  

Campo Grande, Mato Grosso do Sul, 26 de março de 2013.

 

CARTA DA FRENTE ESTADUAL EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA DE MATO GROSSO DO SUL AOS VEREADORES DE CAMPO GRANDE

 

Prezados(as) Vereadores(as),

  1. Considerando a situação calamitosa decorrente do progressivo processo de desmonte da Saúde Pública em todos os níveis, do básico à alta complexidade, deixando os usuários em filas, desde para uma simples consulta até a realização de um exame como de ressonância magnética;
  2. Que tal situação tem como fundo o processo de privatização da saúde, que passa a ser objeto de lucro de setores privados (financiados pelos recursos públicos), sendo que hoje mais de 70% dos recursos do fundo municipal de saúde são transferidos para a iniciativa privada, sobrando menos de 30% para a rede pública;
  3. Os recentes casos de corrupção vindos à tona através da Operação Sangue Frio;
  4. Que vultosos recursos públicos (municipal, estadual e federal) foram destinados e desviados no Hospital do Câncer, sendo que a estrutura física e material, inclusive o aparelho de radioterapia é propriedade do estado explorado com interesse lucrativo;
  5. Que as investigações já têm desdobramentos para o Hospital Universitário e Hospital Regional;

 

As entidades que compõe a Frente Estadual em Defesa da Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, que congrega entidades em defesa de uma saúde pública de qualidade e da transparência na aplicação dos recursos públicos, vêm cobrar dos representantes do povo que assinem o documento que propõe a instalação da CPI da Saúde bem como o voto A favor de sua criação.

 

 

Frente Estadual em Defesa da Saúde Pública de Mato Grosso do Sul

Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações – MS, Sindicato dos Bancários, Pastoral da Criança, Pastoral da Saúde, Pastoral da Juventude, MS de Fato, Sindicato da Seguridade Social – MS, Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência Social – MS, Centro de Documentação dos Movimentos Populares, Federação dos Trabalhadores na Construção Civil, Centro de Defesa dos Direitos Humanos – Marçal de Souza Tupã-i, Sindicato dos Eletricitários,  Central Única dos Trabalhadores,  Membros do Conselho Estadual de Saúde, Membros do Fórum dos Usuários do SUS, Direção Nacional Executiva de Estudantes de Medicina, Acadêmicos de Enfermagem UFMS, Sindicato dos Trabalhadores das Instituições Federais de Ensino – MS, Sindicato dos Psicólogos – MS.

 

 

http://migre.me/eEGuM