Mais de 70 mil pessoas participaram do protesto da Greve Geral em Campo Grande

Os/as manifestantes seguiram em caminhada pelas ruas do centro da cidade em um ato plural, democrático, contra as famigeradas Reformas da Previdência (PEC 287), Reforma Trabalhista e a Terceirização sem limites do governo ilegítimo de Michel Temer.

O ato foi organizado pelo Comitê Estadual Contra as Reformas Trabalhista da Previdência e Contra a Terceirização, que reúne o conjunto das centrais sindicais, / Fetems/ Fórum dos Servidores Públicos Estaduais, Fórum de Entidades Representativas de Servidores Públicos Federais/ Frente Brasil Popular-MS/ Frente Estadual em Defesa da Saúde Pública.Sindicatos e federações CUTistas participam ativamente do Comitê e demais fóruns relacionados.

Pela manhã, o transporte coletivo municipal parou, a rodoviária de intermunicipal de Campo Grande paralisou, setores da saúde estadual realizaram paralisação de duas horas de suas atividades, escolas não abriram hoje, o sindicato da construção civil paralisou, junto com os trabalhadores, 7 obras no centro a cidade. Os metalúrgicos da empresa ADM em Campo Grande também cruzaram os braços.

Servidores Públicos Federais realizaram um grande ato às 8h da manhã em frente do prédio da Previdência Social com centenas de pessoas, o Fórum dos Servidores Públicos Estaduais organizou diversas categorias no protesto, os Servidores Municipais também paralisaram, as portas do diversas lojas do comércio do centro de capital fecharam as portas em apoio ao ato.

A luta continua, no período da tarde de hoje (28) às 14h, em Campo Grande, está confirmado uma Audiência Pública, contra as Reformas do Temer, na Assembleia Legislativa, para onde os manifestantes seguem.

 

No interior do estado:

Protestos também acontecem em Dourados, Corumbá, Aquidauana, Batayporã, Deodápolis, Inocência, Fátima do Sul, Miranda, Maracaju, Naviraí, Nova Alvorada do Sul Pedro Gomes, Ponta Porã, Rio Negro, Sonora, Terenos, Três Lagoas, Vicentina, entre outros municípios.

 

 

Fonte: CUT-MS / Escrito por: Sérgio Souza Júnior