propina de 70 milhões